quarta-feira, 17 de agosto de 2011

A televisão me deixou burro, muito burro demais!

A Sophia assiste pouca televisão; mais do que eu gostaria na verdade. Mas tenho conseguido diminuir, substituindo a tela por outras atividades. Hoje ela assiste no máximo uma hora e meia de televisão em casa por dia. Os programas são basicamente sempre os mesmos: Dora, A Aventureira e Ni Hao Kai-Lan pela manhã; à noite Angelina Ballerina ou Peixonauta. Isso em dias de semana, porque nos finais de semana a programação sempre muda. Nós também temos assistido menos televisão, não só para darmos o exemplo pra ela, mas também para compartilhar com ela das atividades (trabalhinhos, brincadeiras, caminhadas, etc, etc).

Quando ela assiste televisão sempre procuramos assistir junto com ela ou então estamos por perto conversando e comentando sobre o que ela está vendo.

Kai Lan e seu avô Yeye

Um dos desenhos que eu mais tenho gostado é o da Kai Lan, por ter todo um contexto voltado a desenvolver as virtudes, valorização da amizade e uma coisa que é muito raro de se ver em programas infantis, que é a inclusão de um idoso, neste caso, o vovô da Kai Lan. A Kai Lan é uma chinesinha fofa, ensina às crianças palavras e expressões em mandarim, além de apresentar-lhes um pouco da cultura e dos costumes da China. Abre parênteses: a Sophia sempre repete as palavrinhas em mandarim que a Kai Lan ensina, uma fofice, fecha parênteses. Apesar de morar nos Estados Unidos, Kai Lan vive cercada pelos costumes chineses, aprendendo com sua família e amigos a explorar o mundo - um universo encantador e cheio de cores. Assim, ela aprende muitas coisas novas com o seu avô Yeye, que gentilmente guia a menina em suas descobertas. Amorosa, Kai-Lan possui uma forte ligação com os animais e sempre está disposta a ajudar os outros em momentos difíceis. Seus melhores amigos são Rintoo, um levado filhote de tigre; Tolee, uma pequena e amigável koala; Hoho, um macaquinho cheio de energia; e Lulu, uma alegre filhote de rinoceronte. A indicação do desenho é partir dos 2 anos.

Coincidência ou não, depois que a Sophia começou a assistir este desenho, tem se demonstrado mais solidária dividindo os brinquedos com os amiguinhos, deixando um pouco de lado o egoísmo que faz parte da idade. Atitudes estas que estão sempre presentes nas historinhas da Kai Lan

terça-feira, 9 de agosto de 2011

Das músicas que quero te mostrar...

Pra Você Guardei O Amor - Nando Reis

Pra você guardei o amor
Que nunca soube dar
O amor que tive e vi sem me deixar
Sentir sem conseguir provar
Sem entregar
E repartir

Pra você guardei o amor
Que sempre quis mostrar
O amor que vive em mim vem visitar
Sorrir, vem colorir solar
Vem esquentar
E permitir

Quem acolher o que ele tem e traz
Quem entender o que ele diz
No giz do gesto o jeito pronto
Do piscar dos cílios
Que o convite do silêncio
Exibe em cada olhar

Guardei
Sem ter porque
Nem por razão
Ou coisa outra qualquer
Além de não saber como fazer
Pra ter um jeito meu de me mostrar

Achei
Vendo em você
E explicação
Nenhuma isso requer
Se o coração bater forte e arder
No fogo o gelo vai queimar

Pra você guardei o amor
Que aprendi vem dos meus pais
O amor que tive e recebi
E hoje posso dar livre e feliz
Céu cheiro e ar na cor que o arco-íris
Risca ao levitar

Vou nascer de novo
Lápis, edifício, tevere, ponte
Desenhar no seu quadril
Meus lábios beijam signos feito sinos
Trilho a infância, terço o berço
Do seu lar

segunda-feira, 1 de agosto de 2011

O teatro, o telefone e eu não quero ver este nenê!

Neste final de semana levamos Sophia para assistir o Circo de Bonecos do grupo Tholl. Foi muito especial. O grupo é lindo, o cenário é deslumbrante e o figurino lindo de doer. Sophia ficou com os olhinhos vidrados e embarcou no mundo da fantasia do circo e do teatro. Além de toda a beleza do espetáculo, Sophia teve a alegria de entrar pela primeira vez, aos dois anos de idade, no Teatro São Pedro, que é considerado um dos teatros mais lindos da América Latina. Acho que educação e cultura são os maiores legados que podemos deixar para nossos filhos. Apesar de quase uma hora e meia de espetáculo, Sophia só pediu pra sair quando faltavam uns dez minutos pra terminar, mas como queria esperar pra dar tiau pra bailarina, ficou na boa até o final. E na saída do teatro ainda tirou fotinho com a bailarina. Eu que sempre me emociono quando entro no São Pedro por toda a magia e energia maravilhosa daquele lugar, me emocionei mais ainda por estar lá com a minha filhotinha.
...
E ontem Sophia teve sua conversa de telefone mais demorada: quase 15 minutos. Ela que sempre conversa rapidinho, tipo: oi, beijo e tiau, ficou longos minutos de trololó com a prima Amandinha. Muito fofo ver ela conversando com a priminha, respondendo perguntas e já pedindo pra ir encontrar a prima.
...
Semana passada quis mostrar pra Sophia um vídeo que o Tony fez pro aniversário de um aninho dela. Um videozinho com fotos e vídeos desde o começo do nosso namoro, gravidez, barriga, ecos, nascimento, etc. Começamos a olhar o vídeo e eu ia explicando pra ela, e ela prestando atenção em tudo; mas quando chegou na parte do nascimento ela começou a chorar. Obviamente paramos o vídeo, mas minha pequena chorou ainda por um bom tempo. Me deu um aperto no coração de ver o sentimento que ela ficou... mas enfim acho que faz parte do processo de crescimento e quando ela estiver preparada, vai curtir ver o início de sua história.